O extintor de incêndio é um equipamento destinado ao combate de princípios de incêndio, eliminando ou controlando seus focos. Os extintores tem formato de cilindros e são feitos de metal, podendo ter modelo portátil ou circular sobre rodas. Em seu interior, há um agente químico extintor e um mecanismo para expulsá-lo, quando acionado. Os extintores são qualificados conforme o agente extintor que contém, indicado para uma ou mais classes de incêndio. Os agentes extintores podem ser água, espuma, pó químico ou dióxido de carbono – CO2.

O custo do extintor de incêndio é considerado baixo se considerarmos o benefício de conter incêndios rapidamente, poupando danos em seu patrimônio e à vida de seus familiares. No mercado, é possível encontrar modelos a partir de R$35. O preço varia conforme o tipo de extintor e a quantidade de sua carga.

A maioria dos extintores não dispõe de grande quantidade de material eliminador de incêndio, e seu conteúdo pode ser gasto em questão de segundos. Por isso, os extintores só são totalmente eficazes em incêndios relativamente pequenos. Para conter grandes incêndios, a atitude mais indicada é acionar o corpo de bombeiros. Ainda assim o extintor de incêndios é um salva vidas inestimável.

 

Tipos de extintores de incêndio

 

No mercado, existem tipos de extintores indicados para cada classe de incêndios. É muito importante conhecer cada um deles, pois o uso inadequado pode ser ineficiente ou, em alguns casos, aumentar ainda mais a intensidade do incêndio. Antes de adquirir ou utilizar um extintor, verifique as letras e figuras do seu para saber qual é a indicação do mesmo.

 

Extintor com água pressurizada: É indicado para incêndios de classe A, que é referente a materiais como madeira, papel, tecido e outros materiais sólidos que deixam resíduos. A água que sai dos extintores age por resfriamento e abafamento, dependendo da maneira como é aplicada. No caso de um incêndio elétrico, a utilizar extintores à base de água não é indicado, pois pode conduzir a corrente e causar eletrocução. Esse tipo de extintor também não deve ser utilizado no caso de incêndios envolvendo líquidos inflamáveis, já que a água pode ajudar a espalhá-lo, piorando o incêndio.

Extintor com gás carbônico: É indicado para incêndios de classe C, que compreende equipamentos elétricos energizados, já que não é condutor de eletricidade. Seu uso também é indicado para incêndios de classes A e B. Nesse tipo de extintor, o dióxido de carbono é mantido no cilindro sob pressão, em forma líquida. Quando ele é acionado, o dióxido de carbono é liberado e se expande, formando um gás capaz de eliminar o oxigênio que está ao redor do incêndio, apagando-o. Este tipo de extintor é bastante utilizado em restaurantes, já que não contamina a comida que está sendo preparada e nem os equipamentos da cozinha. É um gás sem cheiro, porém é asfixiante.

Extintor com pó químico: É indicado para incêndios de classe B, que inclui líquidos inflamáveis, graxas e gases combustíveis. Esse tipo de extintor age por abafamento e também pode ser usado incêndios de classes A e C com eficiência. O pó químico é composto de bicarbonato de sódio, bicarbonato de potássio, quase idêntico ao bicarbonato de sódio ou fosfato monoammonium, que se decompõem quanto atingem uma tempatura igual ou superior a 70ºC e, a partir de então, libera o dióxido de carbono, que abafa o incêndio.

 

Extintor com pó químico especial: É indicado para a classe de incêndio D, em que os materiais combustíveis podem ser metais inflamáveis, como magnésio, selênio, antimônio, lítio, potássio, alumínio fragmentado, zinco, titânio, sódio, urânio e zircônio. Para apagar incêndios que envolvem essas substâncias, são necessários pós especiais, capazes de separar o incêndio do ar atmosférico, através do abafamento. O principal material utilizado no extintor de incêndio de classe D é o Cloreto de Sódio. Jamais utilize água para apagar incêndios causados pelos materiais citados neste tópico, pois a água reage violentamente com eles.

 

Extintor com acetato de potássio: É indicado para a classe K de incêndios, que compreende incêndios com base em óleo e gordura, que ocorrem principalmente em cozinhas. O acetato de potássio é capaz de controlar o fogo, pois forma uma camada protetora na superfície em chamas, além de produzir um efeito de resfriamento por vapor d’água e de inertização, resultante da formação do vapor. Ao interromper a reação química de combustão, o extintor de incêndios de classe K consegue conter as chamas.

 

Tudo que você precisa sobre extintores de incêndio, você encontra aqui no Extinfire! 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *